192 - Liberdade, Paz, Pão, Habitação, Saúde, Educação



Aqui dou testemunho
Desta minha aspiração:
Ainda um dia teremos
Pão, trabalho, habitação

E também não faltará
É minha convicção
Liberdade, Paz, Amor,
Saúde e Educação.

É por isso que levanto
o meu punho bem cerrado
e junto ao peito detenho
um grande cravo encarnado

Somos muitos, camaradas
os que assim pensando vão
lutando por Portugal
a nossa linda Nação

E quando um dia sairmos
do combate vitoriosos
juntar-se-nos-ão ainda
os que hoje vivem medrosos

É que vivemos um tempo
parecido ao que era então
quando lutando vencemos
o tempo de escuridão

Amanhã é um outro dia
que a sério quero levar
À GREVE vou aderir
e trabalho vou faltar

7 comentários:

Fernando Samuel disse...

Esta é a liberdade que um dia conquistaremos.

Um beijo.

Andradarte disse...

Foi por GODAN consultar o meu BLOG, que aqui vim ter. As minhas artes são manuais ,não de intelecto,o que não quer dizer ,não ser fã.Eu já levo mais uma dúzia de anos de reforma e estou a curtila intensamente,para não sentir a solidão passar por mim. Parabéns pela sua capacidade.Dá-me animo ver toda essa azáfama. Abraço.

Susete Evaristo disse...

É verdade amigo. Já saboreamos a aurora, espero ver o dia pleno.
Beijos

Susete Evaristo disse...

OLá amigo Andradarte, obrigada pela visita que vou retribuir. A arte, toda a forma de arte me interessa, gosto das formas que as mãos sabem dar, seja ao barro, às tintas, às linhas, ao vidro... É uma forma de expressar a beleza, o conhecimento e a força de viver.
Breve breve também eu passarei à reforma, pois já contribui com 46 anos de trabalho e é hora de me dedicar a outras actividades que exerço mas a que quero dedicar-me mais.
Um abraço e volte sempre

Ludo Rex disse...

Sempre em Luta, por uma Sociedade mais justa e Igualitária, Sempre!
Kiss e Bom Domingo

Andradarte disse...

Poi é Suzete. Quis entrar no seu Blog mais intimo,e foi-me negado o acesso.
Mas estou aqui novamente, para dizer que apreciei a sua frontalidade,porque eu não a possuo.
O importante para mim, é ocupar o tempo que passa depressa demais,mostrando a minha arte que não é perfeita, mas é a que eu faço. Creio nos actos mais que nas palavras,e por isso,muitas vezes não digo aquilo que penso. Complicado...não é. Sou assim. Um abraço Amiga...Assim a considero.

Susete Evaristo disse...

Olá amigo Andradarte. O blogue que refere não é senão o meu caderno de apontamentos de que me sirvo para não ocupar a memória do meu computador que já tem uns anitos e que tal como a dona precisa de passar à reforma.
Daí que esse blogue seja apenas acessivel a mim própria.