145 - As minhas leituras diárias

Pois é assim, que se vai chamar daqui para a frente a rubrica, que hoje início e cujo conteúdo já ontem inaugurei.
Passo a explicar:
Como sou daqueles portugueses que não ganham nem um décimo do ordenado do Dr. Victor Constâncio e sendo assim, não tenho forma de investir na compra de jornais, fico-me pelos que, gratuitamente, me são oferecidos à entrada das estações de Metro e de Combóio. Da minha leitura diária por estes jornais, darei aqui conta (desde que o assunto seja relevante evidentemente)
Ontem foi aquela do Alentejo, a “grande ogiva do sul”, hoje “poisaram” outra vez os meus olhos no “Global noticias” e o que leio como manchete?
“Constâncio é contra aumentos salariais” a que se segue as declarações, e considerandos, cujo texto tive de ler e reler várias vezes, para ver se encaixava.
Então o Sr. Governador do Banco de Portugal (portanto o Banco de todos nós) que gere com um vencimento principesco, qualquer coisa como (3894 contos mensais mais coisa menos coisa) tem a lata de vir dizer que, e resumo, o que está a desacelerar a economia nacional é, para além da anulação por parte dos países clientes nas encomendas aos exportadores, também o aumento das taxas de juro e das restrições bancárias aos empréstimos à compra de casa, esmagam o investimento e consumo das famílias. (E mesmo assim é contra os aumentos salariais)
Mais, prevê para 2009 a diminuição do emprego (como se fosse necessário ir à bruxa para chegar a essa conclusão) e o cinto a ficar apenas na fivela, (para alguns é claro) o aumento da inflação, aumento dos juros, as poupanças de rastos!?!, o crédito por água abaixo, enfim ... e vai ao cúmulo de deixar ao governo um recado: “não à tentação de garantir o poder de compra” a toda a gente, diz o jornal.
O que quer dizer que, para alguns, os privilegiados como o Dr. Constâncio, que tem esta garantia, é de facto outra gente outros chuxalistas...
E eu pergunto como é que as famílias podem investir se nem a compra dos alimentos essenciais, como leite e pão, a aumentarem da forma despudorada a que assistimos, já conseguem realizar ?
Isto é o circulo vicioso a que os últimos governos nos tem levado: sem salários justos e o poder de compra das famílias a baixar cada vez mais, de forma a não poderem nem alimentar-se convenientemente, como poderão gastar em produtos supérfluos, ou ter poupanças?
Sem poder de compra não se gasta, o comércio não vende, as fábricas não produzem, não se investe e os salários baixam..........

2 comentários:

O Guardião disse...

Coincidência! Bati hoje na mesma tecla, que estes fulanos fazem-me urticária.
Cumps

Pjsoueu disse...

Nem vale a pena comentar os argumentos de certos ergumenos políticos que nos querem, voluntária ou involuntariamente "Lixar" a vida..


Enfim...olha comadre Susete, prefiro mil vezes olhar o CHaparrinho da foto anterior; plo menos é verdadeiro e está lá para nós matarmos saudades da nossa terra:)

um beijo carinhoso do sé cumpadri e familia::)