163 - O conceito de raça (sem ser a dos canideos, gatideos ou de outros animais) ainda não desapareceu totalmente!!!!

Monumento à Raça Poiarense
Pasmem-se meus amigos!
Afinal há quem faça alarde da RAÇA e não é só o Presidente da República!
Ao"navegar" na net dei por mero acaso com um blogue onde se podia ler: "O mais recente espaço verde de Poiares é dedicado ao povo poiarense e à sua “raça”, numa homenagem a um povo com uma elevada capacidade de trabalho.
Essa raça está caracterizada no monumento construído no centro da imponente fonte luminosa, que é composta por um lago, com vários jactos de água que se iluminam durante a noite. Além das muitas palmeiras e dos vários espaços relvados, com bancos que convidam a apreciar a beleza do jardim, a fonte tem três géisers, que projectam um jacto de água a alguns metros de altura."
Onde fica esta terra de gente que se afirma desta forma? E lá parto eu à pesquisa. Pois é! É Vila Nova de Poiares.

7 comentários:

*Mar disse...

Este é sem dúvido um grande meio de auto-promoção. Neste sentido, se lermos que "raça" quer dizer garra, força ..:-)
Haja auto-estima, pelos caminhos de Portugal, que boa falta nos faz!

Susete Evaristo disse...

Pois, só que em nenhum dicionário, pelo menos os que depois do teu comentário fui consultar, a palavra "raça" não tem a significação a que aludes. Mas como a lingua portuguesa está em mutação...

amigona avó e a neta princesa disse...

Pois é,quem diria?! Temos que ir ver...
Hoje estou em festa...beijos amiga...

O Guardião disse...

E eu que julgava que éramos todos feitos do mesmo "barro"!...
Cumps

XICA disse...

Desculpe lá migo guardião, mas eu aprendi com a Susete, tameim vô meté a minha colherada, " todos fêtos do mesmo barro" - NÃO - eu e felizmente muitos mais somos feitos de barro de primeira, das boas terras do Alentejo, mas tameim há por aí munto gado fêto da lamacêra que sobra das peças originais que somos nós. E infelizmente inda sã muntos.

Susete Evaristo disse...

Sim sinhora, ó fim de dias sem noticas sáisse-me com a risposta certera.
Gosti. Queu quondo li o comentairo do guardião tamei me veio à cabeça dois tipos de barro: o que servi prás panelas e prós alguidares, e o ôtro mais rasca com que se fazem os barranhões e os tijolos.

Pjsoueu disse...

ai senhoris....o que práki vai de barros e alguidares e barranhões...lol

olha cada um tem o barro que merece..rss

um beijo com muito queijo...mas do bom....Lá de Serpa...pois..lol